Queimando as pontes

Queimar as pontes

Muitas vezes, algum tempo depois que um relacionamento acaba, uma das partes resolve procurar a outra pra tentar mais uma vez. Às vezes dá certo! Quantos casos não escutamos por aí de gente que se separou pra depois se reencontrar e ser feliz pra sempre? Parece que a vida nos diz “você precisa primeiro passar por algumas experiências, antes de estar madura o suficiente pra ter sucesso”.

Mas e quando você esperava que o passado estivesse bem morto e enterrado e ele volta em forma de assombração? Pode acontecer também e, nesse caso, é super desagradável. Pior ainda se você não quer mais contato mas o outro insiste, talvez por conta daquele fenômeno que Ivan Martins explicou tão bem (nenhuma mulher é tão bonita quanto quando ela vai embora), lembra do post? É o tal do relacionamento platônico, de achar a grama do lado mais verde e o passado mais bonito e romântico do que ele realmente foi.

E, nessas horas, quando falar não funciona mais e todas as outras alternativas falham, só tem um jeito: queimar as pontes pra que os loucos não lhe sigam. Queimar pontes é sempre triste e trabalhoso. Outras pessoas bacanas podem deixar de lhe encontrar. Além disso, bem ou mal, algumas pontes são necessárias e você vai ter que reconstrui-las de algum outro modo.

No mundo todo virtual em que vivemos hoje em dia, isso é complicado. A perseguição virtual pode ser tão persistente quanto a real e às vezes é até mais fácil. O Facebook deixa bloquear os contatos e se tornar quase invisível. Outras comunidades, como Etsy, Linkedin e Twitter são menos eficientes. Mas pra tudo dá-se um jeito.

Cuidado com os dados pessoais que você divulgar por aí sem perceber. Nunca se sabe quem pode estar olhando, como mostra o vídeo abaixo. Pessoas na rua foram convidadas a participar de um experimento com um “clarividente”, para a estréia de um novo programa de TV. Os dados que ele fornecia eram todos retirados da internet, sem que os participantes soubessem. A reação das pessoas ao perceber como a vida delas estava exposta ao público é incrível. Teve gente que ouviu da boca do “vidente” até o número da própria conta corrente! Olha só:

Quando precisar, queime sem dó, mesmo.

Anúncios

4 Respostas para “Queimando as pontes

  1. Olivia Alves

    Nossa, impressionante o video!
    Adoreei!

    beijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Histórico

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber novos posts por email.

%d blogueiros gostam disto: