Bem me quer, mal me quer

Uma das fases mais gostosas (e mais difíceis também) de um relacionamento é o começo. Muita gente tem dificuldade em saber o que fazer quando dá de cara com aquela pessoa interessante. Pior ainda, grande parte acaba se auto-boicotando sem saber,  impedindo que uma relação que poderia ser muito legal sequer aconteça.

Como fazer pra sair da estaca zero? Esse  tema é abordado por incontáveis veículos da mídia. Quem tentou “dar um Google” em “dicas de relacionamento” encontrou um mundaréu de revistas (masculinas e femininas) e suas respectivas listas de como agir. A maioria requer mudanças de comportamentos, o que é ruim. Começar alguma coisa tendo que mudar quem você é logo de cara raramente é um bom caminho, não é mesmo? Por isso, que tal conferir abaixo uma lista menos “receita de bolo”?

Bom rto 4

Agora, o que cada uma dessas dicas significa?

1. Não tente ganhar um Oscar

Não adianta nada você se comportar como você acha que a outra pessoa gostaria que você se comportasse. O mesmo vale pra dizer o que você acha que a outra pessoa gostaria de ouvir. Se seu objetivo não é concorrer a um Oscar, não adianta nada fingir ser o que não é. E dá pra perceber que tem muito ator e atriz por aí. O mais clássico dos erros é mandar “mensagens” erradas pra fazer tipo. Se quer ter um relacionamento sério ou se está só na curtição, não finja querer o contrário. Se está morrendo de vontade de convidá-lo(a) pra sair, convide! Lembre-se de que a princípio ninguém lê pensamento. Pra quê correr o risco de se machucar e ainda arriscar ouvir a outra pessoa lhe chamar de louca(o)?

2. O primeiro copo é sempre melhor

Imagine que você está morrendo de sede e alguém lhe traz um copo de água fresquinha, bem cheio… você toma tudo, claro. Mas a sede é tanta que oferecem mais um copo e você aceita. É até possível que o segundo você tenha bebido só até a metade. Quando lhe perguntarem qual copo matou a sua sede, a resposta óbvia sempre vai ser o primeiro. A mesma coisa se aplica ao tempo que você passa com alguém. Muitas vezes a gente cai na tentação de ficar prolongando um papo só porque até aquele momento estava tudo muito legal. Grande erro. Tudo tem começo, meio e fim. Seja um simples encontro ou todo um relacionamento. Saber reconhecer quando é hora de sair de fininho é o primeiro passo pra garantir o próximo encontro.

3. Use suas qualidades com habilidade

Nem beleza, nem dinheiro. Para pessoas normais e bem intencionadas, o que importa mesmo para plantar a vontade de continuar a se relacionar é a admiração que você sente pelo outro. Quanto maior a admiração, mais vem aquela vontade de estar junto e de compartilhar momentos. Todo mundo tem alguma qualidade, quer dizer, todo mundo faz alguma coisa bem. Pode ser jogar frescobol ou se achar sem bússola no meio do deserto. Qualquer que seja sua habilidade, ela é interessante pra alguém. O fato de você ser hábil em alguma coisa lhe diferencia dos outros e lhe torna mais atraente. Use isso a seu favor, mas cuidado com os excessos. Não invente de queirer demonstrar demais alguma habilidade para não acabar mostrando um defeito. Ganhou uma partida de jogo? Legal, não precisa ganhar doze em seguida!

4. Nunca despache bagagem de mão

Hein? Tava indo tão bem até agora… 

Parece óbvio, mas não é. Você despacha bagagem de mão? Nunca! E por quê? Porque teoricamente o que você leva na bagagem de mão é o essencial. O que essa regrinha significa então? Que você nunca deve deixar para outra pessoa a tarefa de gerenciar o que é essencial para você. Seja o encontro semanal com a turma, uma decisão importante ou aquele lazer que lhe faz tão bem. Se você fizer isso, saiba que corre o risco de sair prejudicado. Se distanciar daquilo que é importante não dá certo. Mais dia ou menos dia você vai sentir falta e se perguntar como é que você deixou isso acontecer. E daí não adianta culpar mais ninguém, a não ser você mesmo. Afinal, quem optou por negligenciar o que era essencial em troca de comodidade foi você.

5. A César o que é de César

Se você é do tipo que até se confundiu ao ler o item 3 porque tem qualidades pra dar e vender, leia esta regra com atenção. Por melhor que você seja, todo mundo precisa ter seu momento no palco. Quer dizer, se você for mesmo o sol, lembre-se de sair de cena de vez em quando pra lua também brilhar (nem importa se ela tem luz própria ou não, desde que ela possa aparecer). Exemplo prático: se você vai planejar uma viagem com alguém que é bom de trajeto, peça para a pessoa escolher as rotas enquanto você prepara a trilha sonora. Ou, na hora de sair, deixe a outra pessoa propor o programa. Sentir-se sem voz torna qualquer relacionamento chato. E, se você fizer questão de fazer algo em especial, geralmente dá pra lançar mão das perguntas fechadas. Por exemplo, se a sua vontade é ir jantar em um restaurante italiano, que tal perguntar: “Você prefere ir ao Pieroggi ou ao Due Amici?”. Apesar da decisão de ir ao italiano ser sua, a impressão é que a escolha foi do outro. 

6. Todo mundo curte uma [boa] surpresa

Sem dúvida alguns programas, mesmo que batidos, são uma delícia. Mas, se você quiser ganhar pontos, quebrar a rotina com uma boa surpresa sempre é uma ótima pedida. Isso demonstra esforço, que é uma outra maneira de dizer “eu me importo”. Gente que se importa (e ainda por cima é criativa) é muito atraente. Cuidado só para escolher uma surpresa que tenha altas chances de agradar. Para isso, é bom ter informações mínimas sobre o gosto da pessoa. Não adianta nada comprar ingresso para aquele show concorrido se seu acompanhante detesta a banda e preferia estar em casa fazendo qualquer outra coisa.

E você? Seguiria os conselhos dessa lista? Que outras dicas você daria?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Histórico

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber novos posts por email.

%d blogueiros gostam disto: